Troco ou não o pão pela tapioca?

Troco ou não o pão pela tapioca?

Troco ou não o pão pela tapioca?

Em muitos casos, sim. A tapioca é livre de glúten, tem poucas calorias e permite o acompanhamento com recheios leves e saudáveis

Prática e saudável, a tapioca ampliou seus domínios por todo Brasil, caindo no gosto de todos. Foi-se o tempo em que apenas o Norte-Nordeste apreciava esta delícia tipicamente brasileira, à base de farinha de mandioca. Mas, afinal, vale a pena trocá-la de uma vez por todas pelo tradicional pãozinho francês na primeira refeição do dia?

A reposta é: depende de quais as suas necessidades e objetivos. A grande vantagem da tapioca sobre os pães brancos, como o francês, é a ausência de glúten. Proteína do trigo responsável por algumas reações inflamatórias no organismo, o glúten deve ser consumido com moderação. Ou mesmo evitado, como é o caso dos celíacos (pessoas que têm intolerância a esta proteína).

Do ponto de vista das calorias, a tapioca também sai na frente. Uma porção tem cerca de 70kcal, enquanto um pão francês com miolo tem cerca de 135kcal. Quanto aos carboidratos, que são fonte de energia para desempenharmos nossas tarefas diárias, a tapioca possui quantidade satisfatória, de fácil digestão.

A enorme vantagem da tapioca diminui bastante quando trocamos o “adversário” pelos pães feitos com farinha integral – mais saudável para o organismo do que a farinha branca comum. A questão aqui é que a tapioca não contém fibras, fundamentais para o bom funcionamento intestinal, e as indispensáveis proteínas.

A boa notícia é que é fácil contornar estas carências utilizando a própria tapioca. Por exemplo: adicione aveia ou chia à farinha da tapioca e você estará amenizando bastante o problema da falta de fibras. Quanto às proteínas, o segredo, é claro, fica por conta dos recheios. Peito de peru, por exemplo, é uma boa opção proteica e saudável que você pode adicionar à tapioca ao lado de um queijo fresco. O mesmo vale para o peito de frango desfiado, por exemplo. Que tal?

Se você optar por algo ainda mais natural, algumas frutas podem ser ótimas aliadas do seu recheio, como a banana e o morango.

Além do café-da-manhã, ela tem pode acompanhar o seu almoço ao lado de uma salada bem completa.

Outra grande vantagem da tapioca é que ela tem baixíssimo teor de gordura e dispensa grandes quantidades de óleo ao ser frita em uma frigideira. A farinha, chamada de “goma”, é encontrada em qualquer supermercado, bem embalada em plástico.

A conclusão que as nutricionistas chegam, portanto, é que a tapioca é uma excelente aliada da dieta saudável. Ela não emagrece, mas evita que acumulemos gorduras indesejadas e fiquemos mais propensas a reações alérgicas e inflamatórias provocadas muitas vezes pelo glúten. Não é preciso trocá-la pelos pães, especialmente os integrais, mas utilizá-la para ampliar a variedade do seu cardápio de um jeito leve e saudável. Para isso, é importante não cair na tentação dos recheios à base de chocolate ou leite condensado. Deixe estas gulodices para as crianças, caso você esteja de dieta para perder peso. Caso contrário, reserva apenas um dia por semana para esta tentação, mas com moderação!