Light ou diet, qual escolher?

Antes de fazer esta opção, observe as diferenças entre estes dois tipos de alimentos e tenha em mente quais são seus objetivos em termos de nutrição

Antes de respondermos a esta pergunta, vale a pena deixar bem claro que existe uma diferença fundamental entre os selos diet e light nos alimentos. Embora o termo diet lembre dieta e emagrecimento, ele se refere a uma dieta específica para um grupo de pessoas com restrição alimentar, e não tem relação direta com emagrecimento. Ou seja, o alimento diet é completamente isento de um determinado nutriente, como o sódio, o açúcar ou o glúten, por exemplo, mas pode ter a mesma quantidade de calorias, ou até mais.

Diet

Por isso, um alimento diet sem açúcar é ideal para os diabéticos, enquanto os com zero glúten são indicados para os celíacos (pessoas com alergia a esta proteína do trigo). O chocolate diet, por exemplo, tem zero açúcar, mas muita gordura, o que faz com que ele seja ideal para os diabéticos, mas não possua efeito nenhum em uma dieta de emagrecimento! De nada adiante comprar um chocolate diet se o seu desejo é apenas emagrecer ou evitar o ganho de peso.

Light

Já os alimentos light são aqueles que reduziram em no mínimo 25% a presença de um determinado nutriente ou de calorias em sua composição. Por isso, eles têm presença crescente na mesa das pessoas, uma vez que em geral estão ligados a mais qualidade de vida, leveza e saúde. Podem e devem ser adotados por pessoas que desejam perder peso, mas isso não significa que eles tenham zero caloria e não engordem nada. Pelo contrário!

Confira alguns exemplos de alimentos muito consumidos. Uma colher das de sopa de maionese comum possui 199 calorias, enquanto a mesma quantidade de maionese light possui 50 calorias. Uma fatia de queijo branco convencional possui 61 calorias, já o light possui a metade.

O caso dos refrigerantes exige ainda uma observação. O termo “Zero” se refere aos produtos similares aos com o selo light. Ocorre neste caso uma grande redução de calorias. O importante, ao fazer suas escolhas no supermercado, é sempre checar os rótulos dos produtos, pois os fabricantes são obrigados a especificar quais nutrientes foram reduzidos ou eliminados da receita.

Outra dica fundamental, caso a sua escolha por alimentos light seja motivada pela redução das calorias, é não aumentar o consumo por conta disso. Algumas pessoas passam a consumir mais refrigerantes ou laticínios light por acreditarem que estão livres das calorias, o que é uma impressão errada que acaba prejudicando a saúde e a própria dieta.

Portanto, podemos dizer que a opção por alimentos light vale a pena, desde que você não aumente o consumo dos mesmos e associe esta escolha a uma alimentação balanceada e saudável, assim como à prática de exercícios físicos e noites bem dormidas! Já a opção pelos produtos diet tem muito a ver com restrições alimentares, muitas vezes após orientação de um profissional especializado.

Antes de fazer a opção por alimentos diet ou light, converse com um médico ou nutricionista a fim de obter maiores informações e definir um cardápio saudável e bem balanceado em termos nutricionais.

Você conhece os tipos de adoçantes? Entenda suas diferenças e saiba a melhor opção para você.  Leia aqui!