Os benefícios da meditação para sua saúde

Os benefícios da meditação para sua saúde

Os benefícios da meditação para sua saúde

Do sistema imunológico ao equilíbrio químico do organismo, a meditação é capaz de trazer muitas mudanças positivas ao nosso organismo

Você sabia que até mesmo alguns grandes hospitais do Brasil e do mundo já adotaram a prática da meditação para muitos pacientes? Com aval da Ciência, a meditação vem ganhando cada vez mais espaço como grande aliada da saúde mental e física.

Para quem pratica a meditação com algum cunho religioso ou filosófico, isso pode não ser novidade. Afinal, basta entrar em contato com monges budistas, por exemplo, para ter uma clara noção de como a meditação traz benefícios para o corpo e a mente. A “novidade” é que novos enfoques da meditação, sem enfoques religiosos, vem tornando a prática cada vez mais disseminada, acessível à cultura ocidental.

Por conta disso, a Ciência resolveu investigar os benefícios da meditação, e todos os resultados apontam para conclusões muito positivas. Benefícios para o sistema imunológico (defesa do organismo), liberação de neurotransmissores que provocam o bem-estar, eliminação de substâncias ligadas ao estresse e à ansiedade e até mesmo força para abandonar o cigarro são algumas das mudanças físicas e mentais observadas em quem pratica a meditação regularmente.

De acordo com um estudo realizado pela Universidade da Califórnia, nos EUA, a prática da meditação favorece a liberação, pelo organismo, de uma enzima chamada telomerase. Esta enzima é responsável pela longevidade das nossas células, garantindo que elas se renovem sem perder as características e funções originais. Para quem medita, essa ação da telomerase fica mais evidente no sistema imunológico, o que torna o organismo mais forte para se defender de infecções.

O mesmo estudo identificou maior capacidade de manter pensamentos positivos, controle e atenção entre as pessoas habituadas a meditar.

Sobre a prática da meditação em hospitais, muitos deles a utilizam entre pacientes oncológicos e observam resultados positivos. Estes pacientes ficam mais animados e confiantes, o que ajuda na recuperação da saúde, além de sofrerem menos com enjoos e mal-estar que muitas vezes acompanham as sessões de quimioterapia, por exemplo.

É que a meditação favorece a liberação de serotonina, um neurotransmissor responsável pela sensação de bem-estar. No outro lado da mesma moeda, a prática de meditar facilita a remoção pelo organismo de hormônios ligados à ansiedade e ao estresse emocional.

Estudos com fumantes também identificaram que a prática da meditação as tornou mais fortes e confiantes para abandonar o cigarro, diminuindo recaídas e evitando crises de ansiedade e abstinência.

Outro benefício comprovado diz respeito ao sono. As pessoas que sofrem de insônia ou sono muito agitado dizem ganhar muito com a meditação, especialmente quando adotam a rotina como última atividade do dia. Com o cérebro mais “limpo” e desligado, o sono chega com mais força e qualidade.

Embora seja recomendável a orientação de especialistas antes de adentrar no mundo da meditação, vale lembrar que existem disponíveis diversos aplicativos para smartphones, tanto no sistema operacional iOS quanto no Android. A maioria é em inglês, mas oferece um roteiro básico e de fácil compreensão para quem quer meditar por conta própria.

Por mais paradoxal que possa parecer – uma vez que os smartphones são justamente uma fonte de estresse e inquietação – esses aplicativos garantem minutos de paz e tranquilidade ao usuário. Alguns, inclusive, desligam automaticamente os alertas e toques do seu aparelho enquanto você está meditando.

O fundamental é que você consiga alguns minutos diários para fechar os olhos, respirar pausadamente e desligar a mente de todas as inquietações do cotidiano. A proposta é bem tentadora, não é?